Chapter Introduction: RaizUp Brazil with Paula Carreirão

Conheça Paula Carreirão, a profissional que está à frente da comunidade RaizUp Brazil. Neste artigo, você vai aprender um pouco sobre a história da líder com a hospitalidade e, também, descobrir quais são os planos da Raizup no Brasil, baseados em pesquisa realizada.

Saiba mais:

  • Paula Carreirão – Especialista em Marketing de Conteúdo na Asksuite Hotel Chatbot

👉Quer participar da pesquisa e ajudar a construir a comunidade? [Responda a pesquisa aqui]

Qual foi o seu primeiro trabalho na indústria do turismo e o que você aprendeu com a experiência?

Minha primeira experiência foi na hotelaria como recepcionista de um hostel no Rio de Janeiro em 2010. Foi algo totalmente inesperado e completamente fantástico! Quando comecei, não sabia o que era FNRH, nunca tinha visto um sistema hoteleiro e não fazia ideia do que acontecia em um overbooking.

Como muitos sabem, em um hostel, você acaba tendo que desempenhar várias funções. Por isso, considero essa minha primeira experiência como minha faculdade de hotelaria. Aprendi muitas coisas, desde soft skills até partes mais técnicas da função.

Acredito que uma das minhas primeiras grandes lições dessa experiência foi aprender a ser flexível e adaptável. Tudo pode acontecer em um turno de hotel! Você logo percebe que vai precisar desenvolver jogo de cintura e resiliência para continuar na indústria.

Também foi quando descobri meu amor pela hospitalidade. Como mencionei, tudo foi inesperado. Formada em Psicologia, nunca tinha me imaginado trabalhando em um hotel. Se hoje, dez anos depois, ainda estou na indústria do turismo, muito se deve a essa feliz primeira experiência. Sempre lembro com muito carinho desse tempo.

Qual empresa do setor da hospitalidade ou de tecnologia em turismo você admira e por quê?

Empresas que conseguem atingir um nível de excelência de serviço/ produto e que mantém o foco nos colaboradores sempre ganham minha admiração. No setor da hospitalidade, a primeira que me vem à cabeça é a Marriott. Apesar de nunca ter trabalhado na Marriott, conheço algumas pessoas que já estiveram na empresa e confirmaram essa minha boa impressão.

Acredito que nos tempos difíceis em que vivemos por conta da pandemia, ficou claro o quanto o cuidar dos colaboradores é tão importante quanto cuidar dos hóspedes. Vimos grandes exemplos de liderança nesse sentido que espero que continuem mesmo quando tudo melhorar.

Por que você decidiu se tornar líder da RaizUp Brazil?

Eu já acompanho o trabalho da RaizUp há um ano, quando ainda era WHTT. Desde o início, fiquei impressionada com o trabalho realizado com tanta paixão e empenho por pessoas de forma voluntária para ajudar a comunidade global.

A desigualdade, especialmente em cargos de liderança, é um assunto que já me incomodava há um tempo e  eu não sabia muito bem como eu poderia contribuir para abordar a importância da igualdade e diversidade de um modo mais amplo.

Quando a RaizUp começou com a ideia de agir de forma mais local para melhor apoiar as diversas comunidades, eu logo procurei a Rita Varga (CEO) e me voluntariei para levar a RaizUp ao Brasil. Eu já havia feito um Workshop sobre Storytelling para a comunidade e a experiência de troca foi maravilhosa. A minha participação, que era pontual,  me impulsionou a aceitar este desafio.

Tenho certeza de que temos muito trabalho pela frente aqui em solo brasileiro, mas estou muito animada com os projetos futuros e com a possibilidade de ajudar a criar uma indústria mais igualitária.

Quais são os principais desafios atuais da indústria da hospitalidade e do turismo no Brasil? Como você pretende abordá-los?

Realizamos uma pesquisa com dezenas de profissionais da indústria e chegamos a algumas conclusões interessantes, que vão servir como ponto de partida das atividades da comunidade RaizUp Brazil.

[Clique aqui para participar da pesquisa]

Com base na pesquisa, detectamos que um dos grandes desafios dos profissionais da indústria é o crescimento profissional, algo muito sentido, principalmente, por grupos minoritários. Não por acaso, o desejo por dicas de carreira (22%) e de conhecimento em soft skills (30%) foi bastante mencionado.

Também foi mencionada na pesquisa a questão do aperfeiçoamento de habilidades técnicas (22%). A hotelaria sofreu significativas mudanças operacionais por conta da pandemia. Processos de digitalização ou automação foram acelerados, equipes reduzidas, mudanças em serviços, tudo isso demanda uma busca por conhecimento técnico que auxilie a adaptação a esse novo cenário.

Por isso, temos em nosso projeto o desejo de realizar workshop práticos com temas específicos para diferentes grupos. Exemplo:

  • Como gerenciar seu orçamento de maneira simples e eficiente (com ou sem sistemas hoteleiros)?
  • Como se comunicar de forma eficiente no trabalho?

Esses são apenas dois exemplos de temas para workshops. Também pensamos em elaborar materiais escritos, como blog posts ou whitepapers.

Outra possibilidade que estamos buscando tornar realidade é a aliança com faculdades ou instituições de ensino que nos ajudem a apoiar a comunidade por meio de aulas, materiais ou pesquisas que auxiliem no crescimento profissional e na inserção de novos profissionais.

Quais são seus planos para a RaizUp Brazil em 2021?

Nessa primeira etapa, estamos focados em aumentar a visibilidade da comunidade no Brasil, que ainda tem uma presença tímida. Nosso primeiro passo é promover encontros virtuais com os membros da comunidade.

O networking, inclusive, é um dos pontos altos da RaizUp e é também um dos principais objetivos dos que responderam a nossa pesquisa. Queremos tornar a RaizUp um local de crescimento, acolhimento e pertencimento.

Queremos, também, criar eventos e atividades onde o compartilhamento de conhecimento seja o foco e que todos tenham seu espaço. Como nosso lema fala (tradução livre): Eu me levanto. Você se levanta. Juntos, crescemos.

Como os membros podem se envolver com a RaizUp Brasil?

Eu gostaria de convidar quem estiver lendo este artigo a seguir nossa comunidade Chapter Brazil dentro da plataforma da RaizUp. Lá, é possível escrever direto na página e deixar seu comentário, sugestão ou algum material que ache que vale a pena ser compartilhado.

Também estamos sempre de braços abertos a receber sugestões de temas, convidados e formatos. Qualquer um pode entrar em contato direto comigo ali na plataforma.

Ou ainda é possível enviar sua opinião, comentário ou sugestão para nosso email: raizup.brazil@weraizup.com

Como já diz o ditado: “ A união faz a força.” Vamos juntos!

 

👉 Conecte-se com a Paula no LinkedIn e siga RaizUp.

Related Articles

Responses

Your email address will not be published. Required fields are marked *